A ideia do grupo era ser uma charanga.

Fundado em outubro de 2013, o grupo estreou em um jantar organizado pela ONG Hospitalhaços,

Você já ouviu falar em charanga? É uma banda de músicos composta geralmente por instrumentos de sopro, algumas vezes contando com a presença de tambores. A palavra de origem espanhola também pode estar associada à música desafinada, ou ainda a algumas bandas de festas  populares, como as bandinhas de circo.

A ideia do Palhacinfônicos era a de ter características um pouco de charanga, um pouco de coral. Pois bem, estava formada a “confusão”: fundado em outubro de 2013, o grupo estreou em um jantar organizado pela ONG Hospitalhaços, e segue em atividade até hoje. Através da música, da poesia e das interações cênicas, os Palhacinfônicos espalham sorrisos e emoções por ondem passam, divertindo e ajudando muitas pessoas a se sentirem melhor.

A maioria das músicas são autorais.

“A música é uma coisa muito interessante para hospital, e tem tudo a ver com a figura do palhaço”

“A música é uma coisa muito interessante para hospital, e tem tudo a ver com a figura do palhaço”, comenta Néio Lúcio Pena, músico e coordenador de Ação Cultural da ONG Hospitalhaços. Ele foi um dos idealizadores dos Palhacinfônicos, junto ao também músico Heber Girotto.

Segundo Néio, a maioria das músicas do grupo são autorais, e o repertório que antes era voltado frequentemente para eventos, hoje está mais direcionado às atuações em hospitais. “Nós queremos fazer um trabalho vocal mais intenso a partir de 2016. Para isso, contamos recentemente com uma nova integrante, a musicista e preparadora vocal Sandra Ciocci, que vai nos ajudar bastante com isso”, relata o coordenador.

A banda se apresenta também fora de hospitais.

Estamos à disposição da Hospitalhaços e do Time de Apoio aos Voluntário

Quem conhece o trabalho da Hospitalhaços certamente já deve ter conferido os  Palhacinfônicos descontraírem e alegrarem o ambiente hospitalar. Mas as apresentações acontecem também em outros locais, como festas, ruas, feiras, jantares, supermercados, asilos e outros eventos relacionados à ONG em geral.

“Estamos à disposição da Hospitalhaços e do Time de Apoio aos Voluntários – TAV, conta Néio. No caso das apresentações em hospitais, a escolha do local pode partir da própria organização dos Palhacinfônicos, ou então vir por meio de uma sugestão do TAV.

Uma bomba de encher pneu de bicicleta é um dos instrumentos musicais.

A ideia é produzir sons de objetos alternativos e inusitados

Diferente, não é? A ideia é produzir sons de objetos alternativos e inusitados: a bomba de encher pneu de bicicleta é um deles, além de um serrote tocado com arco de violino, e do washboard, uma espécie de tábua como aquelas de lavar roupas. “Hoje temos os seguintes instrumentos: instrumentos de sopro, ukulele, violão, caixinha, surdo, teclado, escaleta e pandeiro, mas estamos sempre atentos a tudo que possa produzir som”, comenta Néio.

Durante a sua existência, o grupo já contou com a presença de maestros, produtores musicais, coristas e instrumentistas. Para ser um membro do Palhacinfônicos não é necessário ser músico profissional, mas um pouco de talento vai bem: é preciso ter aptidão musical, vocal e/ou instrumental, além da aptidão para atuar como palhaço e a disponibilidade para participar dos ensaios.

Para fazer parte, o voluntário deve passar por treinamento

Pensa que ser músico é “palhaçada”?

Pensa que ser músico é “palhaçada”? Brincadeiras à parte, Néio explica que aqueles que desejam integrar o Palhacinfônicos e atuar em hospitais, precisam passar pelos módulos de treinamento de voluntários, ou seja, fazer imersão no trabalho de humanização hospitalar.

“É o mesmo procedimento para aqueles que querem ser Palhaços Humanitários. Devem, então, fazer a inscrição, participar da palestra institucional e realizar cada módulo”, resume. “O que a pessoa pode fazer também é estar conosco nos ensaios antes mesmo de se formar palhaço, ela pode nos acompanhar nos treinos desde o primeiro dia, se tiver interesse”, afirma Néio.

Fica o convite aos interessados!

Os ensaios da Palhacinfônicos acontecem toda quinta-feira à noite, das 19h30 às 22h, na sede da ONG Hospitalhaços.