Confira Nossas Novidades

assine nossa newsletter para receber informações no seu e-mail

1º Encontro de Líderes 2017 é marcado por depoimento de paciente

O primeiro Encontro de Líderes de equipes da ONG Hospitalhaços aconteceu no dia 14 de janeiro de 2017, das 9 às 13 horas, no Clube Paineiras, e contou com a participação de 45 pessoas, entre líderes, vice-líderes e coordenadores.

A reunião começou com um delicioso café da manhã, seguida pela apresentação do coordenador de Palhaços, Paulo Henrique Ribeiro (Jabuticaba), que explicou o objetivo do encontro, falou sobre a lista de presença e a importância de cumprir prazos. O momento também foi para esclarecer dúvidas e falar sobre as novas diretrizes propostas para este ano.

clique nas imagens e veja o album no Flicker

1º Encontro de Líderes 2017

Na sequência, todos os participantes se divertiram com a dinâmica feita pela Adriana Mendonça, coordenadora do RH. Mais descontraídos, o encontro seguiu com a continuação das explicações sobre a Cartilha do Voluntário, onde todos puderem tirar dúvidas sobre os tópicos apresentados e conversar sobre a função de cada um. Para o coordenador Geral da ONG, Mario Eduardo Paes, a associação só cresceu porque, em algum momento, alguém começou a delegar tarefas.“É assim que a gente cresce, temos as obrigações diárias, mas saber que também temos uma equipe e que podemos sempre contar com ela nos ajuda a evoluir”, comentou referindo ao papel do líder, que pode contar com o vice-líder e todos da equipe.

Os departamentos de Comunicação e Eventos também aproveitam a ocasião para explicar sobre regras, tirar dúvidas e falar sobre a programação de ações para 2017. Para fechar o encontro, o filho de um paciente atendido pelos voluntários da ONG Hospitalhaços fez um depoimento emocionante sobre a importância do trabalho voluntário. Antes de todos voltarem pra casa, foi servido um lanche.

Clique aqui ↓↓↓ para ouvir o depoimento do Gean.

1 Resposta

  1. Eliane

    Boa noite, vcs são especiais e fazem a diferença a cada gesto , a cada visita.
    Como disse meu irmão Gean, ficamos 97 dias “internados”com meu pai, e viamos a reação do antes e depois.
    Obrigada por cada momento dedicado, por cada sorriso conseguido tirar dos pacientes e de nós, familiares, nestes momentos tão difíceis, vcs nos mostraram que não podemos perder a esperança e acreditar que a fé e o amor, que vcs dão, pode curar as pessoas.
    Um grande abraço.

    Eliane Andrade .

Deixe um Comentário