Confira Nossas Novidades

assine nossa newsletter para receber informações no seu e-mail

Uso indevido de nome e imagem da Hospitalhaços é crime!

Quem leva no peito o distintivo da Hospitalhaços sabe que carrega consigo uma história muito valiosa de 19 anos. Não são apenas pessoas dispostas a entreter o ambiente hospitalar. São voluntários que dedicaram mais de 60 horas em treinamento – o que equivale a cerca de 8 meses – antes de atuar em um hospital com o objetivo de humanizar, de curar corações, muitas vezes, machucados pelo momento delicado de uma internação. Por isso que a ONG ganhou o respeito e o reconhecimento da sociedade, que a cada evento se mobiliza para contribuir com a continuidade do projeto e que sabe que a associação realiza um trabalho muito sério.

Logo no primeiro contato, quem decide se candidatar a uma vaga de voluntário, seja para palhaço humanitário, brinquedista ou para o bazar, assiste a uma palestra institucional não só para conhecer a Hospitalhaços, mas também para ter ideia da responsabilidade que irá assumir. “Desde a palestra institucional nós reforçamos a importância da postura e a responsabilidade de representar a ONG, inclusive nas redes sociais. Nós sugerimos um cuidado maior com opiniões a respeito de assuntos delicados como política, religião e sexualidade, por exemplo, para que a imagem da ONG seja preservada, uma vez que a pessoa torne público que ela é voluntária da ONG, postando fotos com a camiseta, sinalizando com o nome da Hospitalhaços”, explicou a coordenadora de RH Adriana Mendonça Thomaz.

Ela lembrou ainda que, apesar do cuidado, não é possível se responsabilizar 100% pelo que é publicado nas redes sociais do voluntário. “Nós temos um manual de conduta para fotos durantes as atuações, para maquiagem, figurino e isso é controlado diariamente em nossas atuações. Mas, a opinião pessoal de cada voluntário é livre e não podemos nos responsabilizar por isso. O que fazemos é monitorar e quando acontece um caso mais grave, buscamos instruir com respaldo legal e embasamento ético.

Além da constante preocupação com nossos voluntários, há casos ainda de pessoas que utilizam o nome da Hospitalhaços de maneira indevida. Nesta semana recebemos uma reclamação por e-mail de uma pessoa que foi ofendida por outra, nas redes sociais, que se dizia voluntária da ONG. O perfil foi analisado e foi constatado que ela não faz parte do nosso quadro de voluntários. Neste caso, acionamos o nosso departamento jurídico para tomar as medidas cabíveis. “A primeira providência é entrar em contato com a pessoa e pedir gentilmente que ela retire do perfil a informação que é falsa, porque isto é crime. Caso ela não atenda o pedido, outras medidas serão tomadas”, afirmou Vanessa Dancur, advogada responsável pelas redes sociais da ONG.

A Hospitalhaços preza pelo respeito, comportamento ético e transparência de suas ações. Por isso, agradece quando a sociedade entra em contato em situações como esta, para que possamos monitorar e preservar a imagem da ONG.

Deixe um Comentário